L Liturgia

Liturgia de 17 de outubro de 2018

QUARTA FEIRA – SANTO INÁCIO DE ANTIOQUIA, BISPO E MARTIR
(Vermelho, pref. comum ou dos santos - ofício da memória)

Antífona da entrada

- Estou pregado na cruz com Jesus Cristo: já não sou eu que vivo, mas é o Cristo que vive em mim. Vivo na fé no Filho de Deus, que me amou e se entregou por mim (Gl 2,19).

Oração do dia

 

- Deus eterno e todo-poderoso, que ornais a vossa Igreja com o testemunho dos mártires, fazei que a gloriosa paixão que hoje celebramos, dando a santo Inácio de Antioquia a glória eterna, nos conceda continua proteção. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

 

1ª Leitura: Gl 5,18-25

 

- Leitura da carta de são Paulo aos Gálatas: Irmãos, 18se sois conduzidos pelo Espírito, então não estais sob o jugo da Lei. 19São bem conhecidas as obras da carne: fornicação, libertinagem, devassidão, 20idolatria, feitiçaria, inimizades, contendas, ciúmes, iras, intrigas, discórdias, facções, 21invejas, bebedeiras, orgias, e coisas semelhantes a estas. Eu vos previno, como aliás já o fiz: os que praticam essas coisas não herdarão o reino de Deus. 22Porém, o fruto do Espírito é: caridade, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, lealdade, 23mansidão, continência. Contra estas coisas não existe lei. 24Os que pertencem a Jesus Cristo crucificaram a carne com suas paixões e seus maus desejos. 25Se vivemos pelo Espírito, procedamos também segundo o Espírito, corretamente.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

 

Salmo Responsorial: Sl 1,1-2.3.4.6 (R: Jo 8,12)

 

- Senhor, quem vos seguir, terá a luz da vida!

R: Senhor, quem vos seguir, terá a luz da vida!


- Feliz é todo aquele que não anda conforme os conselhos dos perversos; que não entra no caminho dos malvados, nem junto aos zombadores vai sentar-se; mas encontra seu prazer na lei de Deus e a medita, dia e noite, sem cessar.

R: Senhor, quem vos seguir, terá a luz da vida!


- Eis que ele é semelhante a uma árvore que à beira da torrente está plantada; ela sempre dá seus frutos a seu tempo, e jamais as suas folhas vão murchar. Eis que tudo o que ele faz via prosperar.

R: Senhor, quem vos seguir, terá a luz da vida!


- Mas bem outra é a sorte dos perversos. Ao contrário, são iguais à palha seca espalhada e dispersada pelo vento. Pois Deus vigia o caminho dos eleitos, mas a estrada dos malvados leva à morte.

R: Senhor, quem vos seguir, terá a luz da vida!

Aclamação ao santo Evangelho

 

Aleluia, aleluia, aleluia.

Aleluia, aleluia, aleluia.

 

- Minhas ovelhas escutam minha voz, eu as conheço e elas me seguem

(Jo 10,27).

Aleluia, aleluia, aleluia.

 

Evangelho de Jesus Cristo, segundo Lucas: Lc 11,42-46.

 

- O Senhor esteja convosco.

- Ele está no meio de nós.

 

- Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Lucas

- Glória a vós, Senhor!   

- Naquele tempo, disse o Senhor: 42“Ai de vós, fariseus, porque pagais o dízimo da hortelã, da arruda e de todas as outras ervas, mas deixais de lado a justiça e o amor de Deus. Vós deveríeis praticar isso, sem deixar de lado aquilo. 43Ai de vós, fariseus, porque gostais do lugar de honra nas sinagogas, e de serdes cumprimentados nas praças públicas. 44Ai de vós, porque sois como túmulos dissimulados, sobre os quais os homens andam sem saber”. 45Um mestre da Lei tomou a palavra e disse: “Mestre, falando assim, insultas-nos também a nós!” 46Jesus respondeu: “Ai de vós também, mestres da Lei, porque colocais sobre os homens cargas insuportáveis, e vós mesmos não tocais nessas cargas, nem com um só dedo”.

- Palavra da salvação.

- Glória a vós, Senhor!

  

Liturgia comentada
Sois como túmulos... (Lc 11,42-46)

Entre os preceitos da Antiga Aliança, figurava este alerta: quem tocasse em um túmulo estaria ritualmente impuro pelo período de sete dias (cf. Nm 19,16), devendo submeter-se a estrito ritual de purificação. Por isso mesmo, os túmulos eram caiados, para que a brancura da cal chamasse a atenção dos distraídos.

Jesus se vale desta imagem para denunciar a duplicidade dos fariseus, que se esmeravam no cumprimento de pequenos detalhes preceituais, mas deixavam de cumprir mandamentos essenciais, como o amor ao próximo. Exteriormente, uma aparência de pureza; internamente, completa corrupção. Ou seja, uma “religião” feita de máscaras...

Sempre houve este risco de valorizar o culto e as atitudes exteriores em detrimento de uma interioridade sincera. A viúva rica doava os vitrais para a igreja, mas fazia questão de que seu nome fosse gravado no vidro. O fazendeiro avisou que não daria mais garrotes para o leilão, porque seu nome não fora citado na hora dos lances. Vamos para a missa de domingo com roupa limpinha, mas continuamos a ver as novelas de TV com seu desfile de pornografia, violência, traições e desprezo pela virtude...

Esta deformação da vida cristã merece o mesmo rótulo que Jesus aplicou aos fariseus de seu tempo: hipocrisia. Em lugar de uma humilde submissão à vontade de Deus, expressa nos mandamentos e no magistério da Igreja, acha-se uma forma de aparentar um ar de religiosidade, enquanto o coração permanece rebelde, apegado ao próprio eu, movido apenas por interesses pessoais.

Sem dúvida, o servidor de Deus recusa a ostentação e o luxo, abre mão do supérfluo, acolhe os necessitados, gasta tempo e dinheiro com os outros. Que pensar de evangelizadores e “ministérios” de música que só se apresentam sob a condição de polpuda remuneração?

Em nosso tempo, o risco de duplicidade é ainda maior: com a exposição pelos meios de comunicação os evangelizadores se arriscam a viver como simples animadores de TV, artistas de palco, tornando-se ídolos de uma plateia que os “consome”.

Jesus de Nazaré – que não tinha onde repousar a cabeça (cf. Mt 8,20) – continua sendo nosso modelo extremo de fidelidade à missão que o Pai lhe confiara, sem se preocupar com os agrados e os aplausos da multidão.

Orai sem cessar: “Não são os mortos que louvam o Senhor!” (Sl 115,17)
Texto de Antônio Carlos Santini, da Comunidade Católica Nova Aliança.
This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Livro

Enquete

Qual os temas do site da CCNA mais te chama atenção

Mais Lidos