L Liturgia

Liturgia de 15 de novembro de 2018

QUINTA FEIRA DA XXXII SEMANA COMUM
(verde– ofício do dia )

Antífona da entrada

 

- Chegue até vós a minha súplica; inclinai vosso ouvido à minha prece (Sl 87,3)

 

Oração do dia

 

- Deus de poder e misericórdia, afastai de nós todo obstáculo para que, inteiramente disponíveis, nos dediquemos ao vosso serviço. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. 

1ª Leitura: Fl 7-20

 

- Leitura da carta de são Paulo a Filêmom: Caríssimo, 7Grande alegria e consolo tive por causa de tua caridade. Os corações dos santos foram reanimados por ti, irmão. 8Por este motivo, se bem que tenha plena autoridade em Cristo para prescrever-te tua obrigação, 9prefiro fazer apenas um apelo à tua caridade. Eu, Paulo, velho como estou e agora também prisioneiro de Cristo Jesus, 10faço-te um pedido em favor do meu filho que fiz nascer para Cristo na prisão, O­nésimo. 11Antes, ele era inútil para ti; agora, ele é valioso para ti e para mim. 12Eu o estou mandando de volta para ti. Ele é como se fosse o meu próprio coração. 13Gostaria de tê-lo comigo, a fim de que fosse teu representante para cuidar de mim nesta prisão, que eu devo ao evangelho. 14Mas, eu não quis fazer nada sem o teu parecer, para que a tua bondade não seja forçada, mas espontânea. 15Se ele te foi retirado por algum tempo, talvez seja para que o tenhas de volta para sempre, 16já não como escravo, mas, muito mais do que isso, como irmão querido, muitíssimo querido para mim quanto mais o for para ti, tanto como pessoa humana quanto como irmão no Senhor. 17Assim, se estás em comunhão de fé comigo, recebe-o como se fosse a mim mesmo. 18Se em alguma coisa te prejudicou ou se alguma coisa te deve, põe em minha conta. 19Eu, Paulo, de meu punho o escrevo; eu o pagarei, para não dizer que tu mesmo me deves a própria vida. 20Sim, irmão, deixa que eu te explore no Senhor. Conforta em Cristo meu coração.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

 

Salmo Responsorial: Sl 146, 7.8-9a.9bc-10 (R: 5a)

 

- Feliz quem se apoia no Deus de Jacó!

R: Feliz quem se apoia no Deus de Jacó!


- O Senhor faz justiça aos que são oprimidos; ele dá alimento aos famintos, é o Senhor quem liberta os cativos.

R: Feliz quem se apoia no Deus de Jacó!


- O Senhor abre os olhos aos cegos, o Senhor faz erguer-se o caído, o Senhor ama aquele que é justo. É o Senhor quem protege o estrangeiro.

R: Feliz quem se apoia no Deus de Jacó!


- Quem ampara a viúva e o órfão, mas confunde os caminhos dos maus. O Senhor reinará para sempre! Ó Sião, o teu Deus reinará para sempre e por todos os séculos!

R: Feliz quem se apoia no Deus de Jacó!

 

 Aclamação ao santo Evangelho

 

Aleluia, aleluia, aleluia.

Aleluia, aleluia, aleluia.

 

- Eu sou a videira e vós sois os ramos, um fruto abundante vós haveis de dar (Jo 15,5).

Aleluia, aleluia, aleluia.

 

Evangelho de Jesus Cristo, segundo Lucas: Lc 17,20-25

 

- O Senhor esteja convosco.

- Ele está no meio de nós.

 

- Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Lucas

- Glória a vós, Senhor!   

- Naquele tempo, 20os fariseus perguntaram a Jesus sobre o momento em que chegaria o Reino de Deus. Jesus respondeu: “O Reino de Deus não vem ostensivamente. 21Nem se poderá dizer: ‘Está aqui’ ou ‘Está ali’, porque o Reino de Deus está dentro de vós”. 22E Jesus disse aos discípulos: “Dias virão em que desejareis ver um só dia do Filho do Homem e não podereis ver. 23As pessoas vos dirão: ‘Ele está ali’ ou ‘Ele está aqui’. Não deveis ir, nem correr atrás. 24Pois, como o relâmpago brilha de um lado até o outro do céu, assim também será o Filho do Homem, no seu dia. 25Antes, porém, ele deverá sofrer muito e ser rejeitado por esta geração”.

- Palavra da salvação.

- Glória a vós, Senhor!

 
 

Liturgia comentada
Não vem ostensivamente... (Lc 17,20-25)

Jesus está respondendo a uma pergunta dos fariseus a respeito da irrupção do Reino de Deus. Ele é uma realidade interior. Certamente não estará nas manchetes nem nos outdoors. O Reino é diferente do império do mal, que merece letras garrafais na primeira página.

Quer descobrir o Reino de Deus? Procure-o nas páginas internas, em letrinhas miúdas. Sabe, aquela notícia sobre a mulher do pequeno comerciante que esconde dois quilos de feijão numa sacola e leva para a viúva do bairro? Eis o Reino de Deus! Ou sobre aquela professora negra e idosa de Volta Redonda, já aposentada, que viu a molecada na praça e achou um jeito de abrir a capelinha abandonada para ali alfabetizar os pivetes? E ainda aqueles professores do colégio de ricos, em Belo Horizonte, que voltam à noite para lecionar gratuitamente aos alunos bolsistas da instituição?

Como? Não achou estas notícias? Claro que não vai achar: o Reino de Deus não é ostensivo, não faz propaganda, não solta foguetes. E como ele é subterrâneo, você deve ter pensado que o Reino não existia. Pois se enganou...

Só excepcionalmente um servo de Deus recebe os holofotes do Prêmio Nobel, como Madre Teresa de Calcutá recebeu. E ela afirmou que ali estava em nome dos pobres do mundo inteiro. O dinheiro do prêmio virou arroz para os famintos. O carro que transportou o Papa na Índia e, a seguir, foi dado para ela, também foi vendido e trocado em remédios. Em novembro de 1964, Paulo VI doou a tiara papal para ser transformada em recursos para os pobres, na véspera de sua viagem a Bombaim.

Não deu notícia? É claro que não. Vamos, pois, parar com nossas lamentações do tipo “o mundo vai mal”, “a juventude está perdida”, pois elas brotam de nosso olhar envenenado pela TV. Vamos abrir os olhos e olhar em volta. Há milhares de jovens que deixaram casa e família, escola e trabalho para se dedicarem aos órfãos, aos velhinhos do asilo, aos drogados da Praça da Sé.

Abra os olhos e comece a perceber o Reino vivo e pulsante: professores que não abandonaram sua missão, enfermeiras suando sangue em unidades de saúde abandonadas pelo Governo, missionários passando fome com seu rebanho, crianças economizando selos e moedinhas para contribuir com esses missionários.

Vamos lá! Desligue a TV e abra a janela. Neste exato momento, o Reino pode estar passando na sua rua...

Orai sem cessar: “Venha o teu Reino!” (Mt 6,10)
Texto de Antônio Carlos Santini, da Comunidade Católica Nova Aliança.
This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Livro

Enquete

Qual os temas do site da CCNA mais te chama atenção

Mais Lidos