L Liturgia

Liturgia de 24 de fevereiro de 2018

SABADO – I SEMANA DA QUARESMA
(Roxo, ofício do dia)

Antífona da entrada

 

- A lei do Senhor é perfeita conversão para alma. O testemunho do Senhor é verdadeiro, sabedoria para os simples (Sl 18,8).

Oração do dia

 

- Convertei para vós, ó Pai, nossos corações , a fim de que, buscando sempre o único necessário e praticando obras de caridade, nos dediquemos ao vosso culto. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que convosco vive e reina, na unidade do Espírito Santo.

1ª Leitura: Dt 26,16-19

 

- Leitura do Livro do Deuteronômio: Moisés dirigiu a palavra ao povo de Israel e lhe disse: 16“Hoje, o Senhor teu Deus te manda cumprir esses preceitos e decretos. Guarda-os e observa-os com todo o teu coração e com toda a tua alma.  17Tu escolheste hoje o Senhor para ser o teu Deus, para seguires os seus caminhos, e guardares seus preceitos, mandamentos e decretos, e para obedecerdes à sua voz. 18E o Senhor te escolheu, hoje, para que sejas para ele um povo particular, como te prometeu, a fim de observares todos os seus mandamentos. 19Assim ele te fará ilustre entre todas as nações que criou, e te tornará superior em honra e glória, a fim de que sejas o povo santo do Senhor teu Deus, como ele disse”.


- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Salmo Responsorial: Sl 119,1-2.4-5.7-8 (R: 1b)

 

- Feliz é quem na lei do Senhor Deus vai progredindo!

R: Feliz é quem na lei do Senhor Deus vai progredindo!


- Feliz o homem sem pecado em seu caminho, que na lei do Senhor Deus vai progredindo! Feliz o homem que observa seus preceitos, e de todo o coração procura Deus!

R: Feliz é quem na lei do Senhor Deus vai progredindo!


- Os vossos mandamentos vós nos destes, para serem fielmente observados. Oxalá seja bem firme a minha vida em cumprir vossa vontade e vossa lei!

R: Feliz é quem na lei do Senhor Deus vai progredindo!


- Quero louvar-vos com sincero coração, pois aprendi as vossas justas decisões. Quero guardar vossa vontade e vossa lei; Senhor, não me deixeis desamparado!

R: Feliz é quem na lei do Senhor Deus vai progredindo!

Evangelho de Jesus Cristo, segundo Mateus: Mt 5,43-48

 

Salve, ó Cristo, imagem do Pai, a plena verdade nos comunicai!

Salve, ó Cristo, imagem do Pai, a plena verdade nos comunicai!

 

- Eis o tempo de conversão, eis o dia da salvação (2 Cor 6,2)

Salve, ó Cristo, imagem do Pai, a plena verdade nos comunicai!

- O Senhor esteja convosco.

- Ele está no meio de nós.

 

- Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo † segundo Mateus

- Glória a vós, Senhor!  

 

- Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 43“Vós ouvistes o que foi dito: ‘Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo!’ 44Eu, porém, vos digo: Amai os vossos inimigos e rezai por aqueles que vos perseguem! 45Assim, vos tornareis filhos do vosso Pai que está nos céus, porque ele faz nascer o sol sobre maus e bons, e faz cair a chuva sobre justos e injustos. 46Porque, se amais somente aqueles que vos amam, que recompensa tereis? Os cobradores de impostos não fazem a mesma coisa? 47E se saudais somente os vossos irmãos, o que fazeis de extraordinário? Os pagãos não fazem a mesma coisa? 48Portanto, sede perfeitos como o vosso Pai celeste é perfeito”.

- Palavra da salvação.

- Glória a vós, Senhor!   

 

Liturgia comentada
De todo o coração... (Sl 119 [118], 1-2.4-5.7-8) 

Segundo a Bíblia de Jerusalém, “temos neste salmo um dos monumentos mais característicos da devoção israelita para com a Revelação divina”. Afinal de contas, o Senhor Yahweh elegera um povo para ser “seu povo”, a ele dirigira sua Palavra e entregara sua Lei. Como não valorizar e venerar a Palavra do Senhor? Aliás, daí mesmo brotava o sentimento de superioridade de Israel em relação aos não-povo, os goyim, pois fora a Israel que o Senhor se dirigira no Sinai.

A Leitura da Liturgia de hoje (Dt 26, 16-19) fala-nos a respeito de uma dupla escolha: celebrando a Aliança, Israel escolheu Yahweh como seu Deus, e Yahweh escolheu Israel como seu povo. O testemunho dessa aliança é a própria Palavra, a Lei a ser obedecida “de todo o coração”. Quando o Salmo 119 fala de “coração sincero”, alude à integridade ou inteireza do fiel em relação a seu Deus. Fala de uma “concentração” em Deus, sem que seu dinamismo interior se disperse por outros “amores”, outros “ídolos”, o que seria, na prática, uma forma de prostituição – termo que o AT aplica à idolatria. E a pedra de toque, o critério para comprovar esta integridade é a Torah, a palavra revelada.

O teólogo luterano alemão Dietrich Bonhoeffer, preso e assassinado pelos nazistas em 1945, comenta: “Sem dúvida o Salmo 119 é pesado, por sua extensão e sua monotonia, mas nós devemos proceder palavra por palavra, frase por frase, muito lenta e pacientemente. Descobriremos, então, que as aparentes repetições são, na realidade, aspectos novos de uma única e mesma realidade: o amor dedicado à Palavra de Deus. Como este amor jamais pode ter fim, assim também as palavras que o confessam são intermináveis. Elas podem acompanhar-nos por toda a nossa vida e, em sua simplicidade, tornam-se oração da criança, do adulto, do ancião”.

Palavra de Deus – testemunho a ser guardado de todo o coração. Por isso, Agostinho pergunta: “Se a oração consiste apenas em um exercício vocal, sem que o coração dê sua atenção a Deus, quem poderia duvidar de que está perdendo seu tempo?” E acrescenta: “Se a oração nasce do coração, então, mesmo que a voz se cale, ela pode permanecer desconhecida de todos os homens, mas não de Deus”.

“Quero observar teus estatutos; / não me abandones jamais!” (v. 8). Para corresponder a presença do Senhor, que jamais abandona o fiel, este se aplica a obedecer à Lei que lhe foi dada. E deve fazê-lo “de todo o coração”. Se não fosse próprio de Deus permanecer fiel mesmo quando somos infiéis, eu quase ousaria dizer: a fidelidade provoca a fidelidade...

 

Orai sem cessar: “De todo o coração, darei graças ao Senhor!” (Sl 111, 1)
Texto de Antônio Carlos Santini, da Comunidade Católica Nova Aliança.
This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Livro

Enquete

Qual os temas do site da CCNA mais te chama atenção

Mais Lidos